Instituto de Mediação e Arbitragem de Portugal

Abertura dos Estágios Supervisionados do IMAP

” A experiência sem teoria é cega, mas a teoria sem experiência é um jogo intelectual, nem mais nem menos. ” Emmanuel Kant

Conseguindo dar resposta aos pedidos dos nossos alunos e aos desejos da nossa instituição, o IMAP, apresenta pela primeira vez em Portugal, Estágios Privados em Mediação Supervisionados pela nossa equipa.

Destinatários: Poderão inscrever-se os formandos que frequentaram com aproveitamento o Curso Teórico – Prático de Formação em Mediação de Conflitos ministrado pelo IMAB ou pelo IMAP.

2 turmas de Estágio: Cada turma será composta por 3 alunos no máximo.

Local: A funcionar nas instalações do Centro de Arbitragem do Sector Automóvel (CASA) e na sede do Instituto de Mediação e Arbitragem de Portugal (IMAP).

Objectivos:

• Ministrar aos mediadores-estagiários a formação adequada ao exercício da mediação, de modo a que possam desempenhar de forma competente e responsável, designadamente nas suas vertente técnica e deontológica.

• Desenvolvimento de competências específicas de mediação, nomeadamente:

  • Manter a isenção e a imparcialidade (equidistância) na mediação;
  • Identificar as motivações e preocupações subjectivas e objectivas de cada participante para que o diálogo, no âmbito do processo de mediação, possa ter em linha de conta a realidade das pessoas e as necessidades de cada um;
  • Gerir as diferenças de opinião, os conflitos e concordâncias de interesses entre os participantes;
  • Gerir as relações de poder na relação entre os participantes (equidade) e nos seus recursos materiais.

Etapas:

- 1.ª Etapa: Como observadores de sala de 3 mediações completas;

- 2.ª Etapa: Como observadores de mesa de 3 mediações completas;

- 3.ª Etapa: Como co-mediadores, de mediadores mais experientes, de 3 mediações completas;

- 4.ª Etapa: 35 horas em que o estagiário deverá actuar como mediador junto a um co-mediador mais experiente.

O número de mediações e/ou as horas para cada função é indicativo. O orientador deverá autorizar a passagem do estagiário de uma etapa à outra segundo a aptidão demonstrada. Ninguém que demonstre ansiedade nas observações de sala, por exemplo, poderá passar para observações de mesa. Cada etapa exige o desenvolvimento de aptidões e a aquisição de técnicas específicas, avaliadas pelo orientador presencialmente e por meio dos relatórios exigidos semanalmente aos estagiários.

Deverá ser tomado em consideração que a duração dos estágios dependerá da quantidade de mediações realizadas nos horários de estágio e que a participação nas mesmas deverá contemplar os três estagiários alternadamente. Pelo que, segundo a nossa experiência, as 35 horas de estágio supervisionado pode levar entre 12 a 14 meses.

Em casos de excessiva falta de mediações reais, poderão ser consideradas como horas válidas as usadas em simulações coordenadas pelo orientador. Nesse caso, não poderão ser reconhecidas como horas de estágio válidas mais do que 20% do total de horas exigidas, ou seja, 7 (sete) horas.

Se o estagiário já estiver a trabalhar em mediação privada noutro serviço externo aos escritórios de estágios do IMAP, poderá apresentar relatórios das mediações por ele conduzidas sem a presença do orientador, para serem supervisionados num número de horas total de até 20% das 35 horas exigidas.

Datas de início de cada turma:

3 de Setembro – Turma A: todas as quartas-feiras entre as 09.30 e as 13.30 (orientadora: Célia Nóbrega Reis)

4 de Setembro – Turma B: todas as quintas-feiras entre as 09.30 e as 13.30. (orientador: Pedro Morais Martins)

Apresentação da Candidatura:

De 30 de Julho a 22 de Agosto de 2008

Por e-mail para: info@imap.pt

Por Fax para o número: 21 319 07 39

Para esclarecimento de dúvidas, pode contactar:

Pedro: 96 642 38 96

Célia: 91 611 64 65

Elementos a serem enviados pelo candidato a estagiário:

- Curriculum;

- Carta com motivações pessoais para frequência do Estágio.

- Fotocopia simples do certificado do curso de Mediação de Conflitos.

- Pode ser apresentada outra documentação que o candidato considere relevante para a avaliação do processo de candidatura.

A selecção será o resultado da avaliação dos seguintes requisitos:

• Curriculum;

• Carta com motivações pessoais para a frequência do estágio;

• Formação complementar;

• Data da realização do curso de mediação

• Pareceres dos orientadores e do coordenador científico do IMAP sobre as aptidões e habilidades do candidato demonstradas no curso de formação básica

• Como opção pode existir uma entrevista de selecção.

Os mediadores estagiários devem, em especial:

• Participar activamente nos turnos de pré-mediação e mediação para que forem designados pelo orientador de estágio e, em geral, em todas as actividades de estágio que lhes sejam determinados pelo orientador de estágio. As ausências deverão ser programadas com o orientador e após terem participado da primeira sessão de uma mediação, nao poderá estar ausente das sessões seguintes;

• Elaborar relatórios das actividades desenvolvidas ao longo do estágio;

• Guardar respeito e lealdade para com os orientadores de estágio, os colegas e os funcionários dos locais onde o estágio decorre;

• Guardar absoluto sigilo sobre os factos de que tomem conhecimento no decurso das sessões de mediação que presenciem.

Preço do Estágio:

€ 180,00 mês (será assinado contrato entre o IMAP e o estagiário).

Avaliação:

O estagiário será avaliado pelos orientadores nos seguintes itens:

1. Frequência do Estágio;

2. Participação nos feedbacks;

3. Relatórios;

4. Desempenho na condução das mediações;

5. Avaliação final pelo Coordenador Científico e Orientador de estágio.

Curriculum do Coordenador Científico:

Juan Carlos Vezzulla

Coordenador Científico do Curso – Mediador de Conflitos – Presidente do Conselho Científico do IMAP – Ex Secretário-Geral do Fórum Mundial de Mediação – Ex Coordenador do Conselho Assessor do Fórum Mundial de Mediação e do Conselho Nacional das Instituições de Mediação e Arbitragem (CONIMA) – Co-fundador e ex Presidente do Conselho Científico do Instituto de Mediação e Arbitragem do Brasil (IMAB) – Ex Coordenador Científico da Associação de Mediadores de Conflitos – Formador em Meios de Resolução de Conflitos – Formador designado pelo Ministério da Justiça de Portugal para ministrar cursos aos Mediadores Familiares e aos Mediadores dos Julgados de Paz no momento da sua criação – Formador de mediadores na Argentina, Brasil, Alemanha, Chile, Paraguai, Portugal, México e Angola.

Curriculum dos Orientadores de Estágio:

Célia Nóbrega Reis

Mediadora de Conflitos – Vice-Presidente do Conselho Científico do Instituto de Mediação e Arbitragem de Portugal – Docente Universitária – Advogada – Antiga Directora da Associação de Mediadores de Conflitos (2002-2005) – Formadora em Mediação de Conflitos – Vogal do Conselho de Ética e Deontologia da Associação de Mediadores de Conflitos – Coordenadora e Orientadora de estágios em Mediação – Conferencista em diversos congressos e seminários sobre Mediação – Mediadora dos Serviços de Mediação Laboral do Ministério da Justiça – Mediadora dos Serviços de Mediação Penal do Ministério da Justiça – Mediadora dos Serviços de Mediação Familiar do Ministério da Justiça – Mediadora em Diversos Julgados de Paz

Pedro Morais Martins

Mediador de Conflitos – Professor Universitário – Jurista – Consultor externo na área dos recursos humanos – Vice-Presidente do Instituto de Mediação e Arbitragem de Portugal – Ex Presidente da Associação de Mediadores de Conflitos (2002-2005) – Formador em Mediação de Conflitos – Orientador de estágios em Mediação – Mediador dos Serviços de Mediação Laboral do Ministério da Justiça – Mediador dos Serviços de Mediação Familiar do Ministério da Justiça – Mediador em Diversos Julgados de Paz – Mediador do Centro de Mediação e Arbitragem do Sector Automóvel – Conferencista em diversos congressos e seminários sobre Mediação – Formador em Diversos projectos de Mediação Escolar – Membro Associado do Forum Mundial de Mediação e do European Forum for Restorative Justice – Ex Coordenador dos Serviços de Mediação do Julgado de Paz de Lisboa

2 Comentários a “Abertura dos Estágios Supervisionados do IMAP”

  1. Ana Almeida diz:

    Queridos Professores e colegas,
    Finalmente os estágios! A vossa força de vontade continua a dar resultados. Impressionante o que conseguem fazer sem apoio das instâncias governamentais!

  2. Carlos Figueiredo diz:

    Que pena serem apenas seis vagas!

Escreva um comentário